Tecnologia em Agronegócio

Docentes Estrutura Curricular Horário de Aula Plano de Aula
Autorização Revistas em Agronegócio  Convênios e Estágios Projeto Pedagógico de Curso

 

Tanto direta quanto indiretamente, todas as atividades envolvidas com a agricultura e com a pecuária formam negócios. É aí que surge o agronegócio, um amplo e complexo sistema que inclui as atividades internas, aquelas realizadas na propriedade rural, e as atividades externas, aquelas feitas fora da propriedade rural e que englobam a distribuição, armazenamento e comercialização dos produtos e insumos agrícolas, fornecedores de bens e serviços para agricultura, produtos rurais, processadores, transformadores e distribuidores, envolvidos na geração e no fluxo dos produtos de origem agrícola até chegarem ao produto final, integram o ramo do agronegócio.

Para lidar com um mercado tão competitivo e estratégico para a economia mundial, o curso superior de Tecnologia em Agronegócio capacita os profissionais a gerenciarem empreendimentos agroindustriais.

Mercado de Trabalho:

O agronegócio é responsável por grande parcela das exportações brasileiras e, apesar de o setor enfrentar desafios em infraestrutura, como problemas com transporte e armazenamento, as perspectivas são otimistas. A chegada ao Brasil de empresas e investimentos estrangeiros nos últimos anos ajuda a manter a área aquecida – nesse caso, a demanda recai sobre profissionais bem. Procura-se o gerente agrícola, responsável pela gestão das unidades de produção e que cuide de orçamentos, administração de pessoal e logística. Há também oportunidades em processamento, beneficiamento, comercialização e assistência técnica. O graduado pode atuar, ainda, no governo, na área de promoção, realizando, por exemplo, análise de demanda de crédito. O Sudeste, o Sul e o Centro-Oeste concentram o maior número de vagas, mas as novas fronteiras agrícolas (como os estados do Pará, Piauí, Maranhão e Bahia) também são atraentes.

Enquanto peça fundamental para a manutenção e avanço da agricultura e da pecuária, o tecnólogo em agronegócio tem as perspectivas de atuar em fazendas, base da cadeia de produção; no processamento industrial, em indústrias de produtos alimentícios, por exemplo; e na comercialização dos produtos agroindustriais, fase final da cadeia do agronegócio. Assim, o profissional da área pode se especializar em três principais campos: administração de fazendas, consultoria agrícola e gestor de produção.

Em fim, o principal desafio do Tecnólogo em Agronegócio é aumentar a eficiência do mercado agrícola e industrial. Por meio de técnicas de gestão e de comercialização, este profissional atua na execução de procedimentos de produção, planejamento, organização e controle das atividades de produção e gestão do negócio rural.

O que você pode fazer:

Administração rural: Coordenar, planejar e organizar propriedades rurais de pequeno, médio e grande portes, cuidando da gestão de pessoas, dos custos da produção e do contato com fornecedores e clientes.

Planejamento de produção: Definir com o agrônomo os tipos e como será feita a plantação em cada safra, os custos e o preço final do produto.

Controle de qualidade: Inspecionar e fiscalizar a qualidade da matéria-prima agrícola que sai das unidades produtivas e que serão usadas pela indústria de alimentos.

Cultivo e produção: Cuidar de plantações e do manejo de animais em fazendas.

Desenvolvimento de produtos: Desenvolver defensivos agrícolas, novas sementes, insumos e outros produtos que visem a otimizar a produção e diminuir custos.

Vendas: Atuar em grandes indústrias vendendo equipamentos e insumos ao setor agropecuário.

Consultoria: Prestar assessoria a órgãos públicos e privados na gestão do agronegócio, definindo estratégias de produção e estudos de aproveitamento do solo e dos alimentos.

Políticas públicas: Criar, implementar e avaliar políticas públicas que visem ao desenvolvimento agrícola e rural de uma região.

 

Ficou interessado? Informe-se sobre o curso de Tecnologia em Agronegócio na Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte (UNIFLOR).

 

Coordenação do Curso de Tecnologia em Agronegócio

Prof. Julio Cesar Santin