Acadêmicos de Ciências Contábeis desenvolvem projeto “Cuidar é Viver” no Lar dos idosos de Guarantã do Norte

Proporcionar um dia de diversão e entretenimento. Este foi o objetivo dos acadêmicos do 8º semestre de Ciências Contábeis da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte, ao visitarem o Lar dos Idosos de Guarantã do Norte para desenvolverem o projeto “Cuidar é Viver”, que faz parte da Campanha de Responsabilidade Social, promovida pela Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte, em parceria com a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES).

O dia começou com um delicioso café da manhã, seguido de atividade física ministrada pela bacharela em Educação Física, prof. Juliana Carnio, proprietária da Academia Bella Forma e pela professora de zumba Ana Paula Marciano.

Além das atividades, os acadêmicos conversaram, ouviram os relatos de vida dos idosos e realizaram atividades de recreação.

Segundo o coordenador do curso de Ciências Contábeis, prof. Pablo Oliveira Souza, o mais emocionante do dia foi parabenizar dona Severina, que completou 100 anos de vida: “Dona Severina nos contou que faz 20 anos que não recebia os parabéns com bolo de aniversário, certamente algo que emocionou muito os acadêmicos”.

A prof. Juliana comentou sobre a importância da visita ao Lar dos Idosos: “ Recomendo para todos que puderem fazer uma visita , agendar e passar uma tarde lá com eles, é muito gratificante, é dolorido ver a situação de algumas pessoas, não pelo local em si, mas pelo abandono, você vê pessoas que não falam mais, não escutam bem, não enxergam bem, cada um contou sua história, é legal ouvir, trocar experiência. Foi muito legal, as meninas que atendem são muito bacanas, muito atenciosas, foi muito divertida a manhã”.

Para a acadêmica Ravelly Souza dos Santos , ser voluntário significa ter uma iniciativa individual, que de alguma forma possa contribuir para um mundo melhor: “Ter um sentimento assim é sem explicação, é mais que ajudar o próximo, é ajudar a nós mesmos, porque pequenos gestos não têm preço e fazem a vida valer a pena”.

Ascom/FCSGN

Fotos: Pablo Oliveira Souza